Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...
Fácil Informática no Sinplo 2014

Fácil Informática no Sinplo 2014

A 9ª edição do SINPLO - Simpósio Internacional de Planos Odontológicos e Feira de Negócios para as operado...

Faixa de isenção do IR seria maior, se não fosse defasagem na correção da tabela

SÃO PAULO – O reajuste da tabela do Imposto de Renda para este ano é de 4,5%, sendo assim, a faixa de renda para isenção do recolhimento sobe de R$ 1.637,11 (2012) para R$ 1.710,78, em 2013. Entretanto, se a correção da tabela não estivesse defasada, desde 1996 (sempre corrigida abaixo da inflação oficial), a faixa de isenção chegaria aos que possuem renda de até R$ 2.784,81.

Os cálculos são do Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal), que apontou que a defasagem na tabela do Imposto de Renda de Pessoa Física está em 66,4%, (considerando o período entre 1996 e 2012), com base em informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que apontam o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 5,84%.
Em 2013, faixa de renda para isenção do recolhimento sobe de R$ 1.637,11 para R$ 1.710,78 (Thinkstocks) Em 2013, faixa de renda para isenção do recolhimento sobe de R$ 1.637,11 para R$ 1.710,78 (Thinkstocks)

Na pesquisa, esse percentual de 66,4% foi obtido confrontando a variação do IPCA acumulada entre 1996 e 2012 (de 189,54%) com a correção na tabela do IRPF do mesmo período, de 73,95%, juntamente com a aplicação de um série de cálculos ao longo do período, conforme informou o Sindifisco.

De acordo com o diretor de Estudos Técnicos do Sindicato, Luiz Antônio Benedito, a instituição está oferecendo à sociedade, um esclarecimento para aquilo que incide sobre o contribuinte. “É uma forma de dar uma opção ao cidadão, para que pressione seus representantes e cobre deles uma alteração na política de tributação, pois, afinal, trata-se de uma questão para a qual não há transparência”, diz ele.

Contribuintes pagam mais
Benedito também ressaltou que com o IPCA em 5,84% e reajustes salariais que ultrapassam os 8% – muitos contribuintes passam a descontar IRPF, ou mudam de faixa de alíquota, e com isso pagam mais, pelo simples fato de terem melhorado seus ganhos nas datas-base.

Fonte: Infomoney - 22/01/13

Share

Comment function is not open