Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

Governo federal: 'Quem aposta na crise vai perder', afirma Dilma

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (5) que o governo está preparado para enfrentar esta segunda etapa da crise financeira internacional com "mais sabedoria e melhores instrumentos."

Para ela, a crise não pode ser um argumento para que conquistas ambientais e de inclusão social sejam perdidas. "Quem aposta na crise, como apostaram no passado, vai perder de novo", afirmou a presidente durante a cerimônia em que anunciou um pacote ambiental, às vésperas do início da Conferência Rio+20.

Dilma afirmou que o governo continuará estimulando os investimentos públicos, privados e o consumo como forma de combater os efeitos da crise financeira global. "Ainda temos um arsenal de providências, que será adotado quando necessário", assegurou.

Hoje de manhã, no Rio, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, anunciou hoje que o banco de fomento reduziu juros de capital de giro para até 6% ao ano. Além disso, ampliou a abrangência de seu programa de financiamento a capital de giro.

Na véspera, Coutinho foi um dos convocados pela presidente Dilma Rousseff a participar de reunião ministerial para debater a aceleração dos investimentos públicos e discutir medidas para reanimar os investidores privados.

Além de Coutinho, estavam presentes os ministros da Fazenda, Guido Mantega, do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, a chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, da Saúde, Alexandre Padilha, da Integração, Fernando Bezerra e da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante. Estavam, ainda, o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, e o do Tesouro Nacional, Arno Augustin.

A presidente acionou sua equipe porque está preocupada com a disseminação da expectativa de que o crescimento da economia brasileira este ano não passará de 2% a 2,5% - pior, portanto, que os 2,7% do ano passado.

Fonte: Agência DIAP - 06/06/12

Share

Comment function is not open