Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...
Fácil Informática no Sinplo 2014

Fácil Informática no Sinplo 2014

A 9ª edição do SINPLO - Simpósio Internacional de Planos Odontológicos e Feira de Negócios para as operado...

BC vai vigiar 96% do crédito

Brasília. O Banco Central anunciou ontem que a base de dados do sistema que acompanha empréstimos e financiamentos concedidos pelo sistema financeiro, o Sistema de Informações de Crédito (SCR), será ampliada. A principal mudança é que, a partir de 30 de abril de 2012, todos os clientes com operações totais que ultrapassarem R$ 1.000 passarão a ter dados detalhados nesse sistema. Até agora, apenas os clientes com montante superior a R$ 5.000 contavam com os dados incluídos no SCR.

Antes dessa mudança dos valores, a partir de 31 de janeiro de 2012, o sistema já passará a contar com mais detalhes sobre as operações de crédito, como a renda das pessoas físicas, faturamento das empresas e as informações dos fundos de investimento de direitos creditórios.

Esses dados irão auxiliar a Receita Federal também nas declarações de Imposto de Renda. Em nota, a instituição afirma que "a medida contribui para o aprimoramento das ferramentas que o BC tem para supervisionar e avaliar as condições econômico-financeiras das instituições, além de propiciar um melhor conhecimento do processo de inclusão financeira no Brasil".

A ampliação do alcance do Sistema de Informação de Crédito (SCR) fará com que o banco de dados da central de risco do Banco Central passe a acompanhar, em termos de volume, 96% de todas as operações de crédito concedidas pelo sistema financeiro nacional.

O percentual será alcançado porque empréstimos e financiamentos a partir de R$ 1.000 precisarão ser detalhados ao BC. Atualmente, com limite de R$ 5.000, o sistema abarca 88% das operações em termos de volume financeiro.

Segundo o diretor de fiscalização do BC, Anthero Meirelles, a redução do limite para inclusão das operações de crédito a partir de R$ 1.000 vai levar R$ 159 bilhões em financiamentos ao SCR, sendo 90% de pessoas físicas e o restante de empresas. A cifra representa aumento de menos de 10% da atual base de dados, já que atualmente a central de risco monitora R$ 1,7 trilhão em operações.

"Em termos de volume, é pouco. Mas esse é um segmento do crédito que continua crescendo e vai continuar em expansão graças à inclusão financeira", disse Meirelles ontem após o anúncio da medida.

Fonte: O Tempo - 13/12/11

Share

Comment function is not open