Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

Sua empresa já se preparou para os impactos da LGPD?

Sua empresa já se preparou para os impactos da LGPD?

Live interativa e gratuita: 22 de outubro de 2020, das 14h30 às 16h. Clique para saber mais.
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323?A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resolução...
FacRegulação

FacRegulação

Configuração de múltiplos fluxos de regulação.
FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCredO FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma ferramen...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem? O Banco Central do Brasil ...

Plano mais barato para não fumantes

A Abramge (associação das operadoras de plano de saúde) propõe novas regras para os convênios: a entidade quer dar descontos nas mensalidades dos convênios de quem não fuma. "A ideia é premiar quem tem bons hábitos", afirmou o presidente da associação, Arlindo Almeida.

Ou seja, quem também não bebe, faz exercícios regularmente e usa camisinha, por exemplo, poderá ter desconto nas mensalidades. Beneficiários com doenças como pressão alta e obesidade também poderão ter desconto se participarem de grupos de controle e de prevenção para que as doenças não se agravem.

Para isso, o beneficiário deverá provar que está comparecendo aos grupos ou que não tem atitudes de risco à saúde. Segundo a entidade, as propostas foram apresentadas para a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), mas ainda estão em estudo. A ANS não se pronunciou.

Fonte: Plurall - 31/08/10

Related

Share