Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

ANS discute reajustar plano segundo eficiência

Proposta em estudo prevê que empresa com melhor atendimento efetue aumento maior na mensalidade em relação àquela que não atingir padrão. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) iniciou a discussão de um novo modelo de reajuste dos planos de saúde.

O órgão regulador busca uma alternativa baseada na "eficiência" dos serviços oferecidos aos clientes para balizar o aumento anual estabelecido pela agência. Foi criada uma câmara técnica para discutir o tema.

A nova metodologia só será adotada para o cálculo do reajuste do ano que vem. De acordo com o diretor de Normas e Habilitação de Produtos, Alfredo Cardoso, uma das propostas é que a empresa com melhor atendimento tenha um reajuste maior em relação àquela que não atingiu esse padrão de eficiência. "O modelo que se trabalha hoje - o de price cap - é uma tentativa de se ter uma inflação do setor e um pênalti, uma punição, para a empresa não eficiente.

Essa eficiência é vista como o consumidor mais bem tratado e o doente mais bem cuidado. Aí você teria um número (reajuste) mais próximo da inflação média do setor. Essa, em tese, é uma das alternativas que discutimos na agência", afirmou. Cardoso ressaltou que não há "questão fechada" sobre o modelo a ser adotado. "O setor pode preparar suas propostas.

As empresas e os consumidores têm a oportunidade de propor modelos de reajuste para que encontrem uma forma mais justa de relacionamento", afirmou. A câmara técnica volta a se reunir em 13 de agosto. "Lógica inversa." A advogada Daniela Trettel, do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), ressaltou que o projeto foi apresentado "sem documentos que embasassem a proposta". "Fica difícil fazer qualquer consideração sem saber como medir essa eficiência. A regra básica da economia é: se eu ganho em eficiência, ganho em escala e diminuo o preço.

O que a ANS quer é adotar lógica inversa: se eu ganho em eficiência, posso ter reajuste a mais", afirmou. O setor de planos de saúde também recebeu com desconfiança a proposta. "Como medir o que é eficiência? Quais serão os parâmetros? Evidentemente, devem se basear nos índices de atendimento de medicina preventiva, mas ainda não foi discutido um caminho", afirmou o presidente da Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), Arlindo de Almeida.

A entidade convocou uma assembleia com os associados para quinta-feira, a fim de discutir a nova metodologia. Para o presidente da Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), Humberto Jorge Isaac, o modelo adotado hoje de reajuste prejudica o médico cooperado. "É louvável dar um basta ao reajuste sem critério. É preciso encontrar um modelo que leve em conta as diferenças de custos regionais, por exemplo. Mas ainda não tenho dados que esclareçam o que seria essa alternativa baseada na eficiência", afirmou Isaac.

Fonte: O Estado de S.Paulo – 08/06/10

Share

Comment function is not open