Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...
Fácil Informática no Sinplo 2014

Fácil Informática no Sinplo 2014

A 9ª edição do SINPLO - Simpósio Internacional de Planos Odontológicos e Feira de Negócios para as operado...

Virtude do Cooperativismo

Nesta crise, alguns lamentam as oportunidades perdidas, outros apontam as razões e sugerem medidas, enquanto a maioria assume uma postura ortodoxa de contenção de gastos e investimentos, uma minoria é capaz de empreender e até crescer num momento conturbado. Essa máxima explica o crescimento constante das cooperativas de crédito em um período marcado pelo contingenciamento e encarecimento das linhas de crédito disponíveis no mercado.

Levantamento da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) destaca uma expansão constante a partir do último trimestre de 2008, que não foi afetada pela retomada do fluxo das operações por parte dos bancos no primeiro trimestre de 2009.

Em janeiro do ano passado, o volume de recursos da carteira de crédito do setor foi de R$ 16,4 bilhões, valor que saltou para R$ 19,4 bilhões, em agosto, e manteve-se acima de R$ 21 bilhões no último trimestre do ano. Segundo a OCB, as operações de crédito das cooperativas somaram R$ 22,1 bilhões em junho deste ano. 

Esse crescimento pode ser explicado pelo atendimento das demandas de crédito das micro e pequenas empresas, que viram nas cooperativas de livre admissão a possibilidade de manter seus investimentos sem cair na sangria desatada pelo aumento do custo dos empréstimos no mercado formal. Essa modalidade tem um horizonte mais amplo de atendimento, pois não é obrigada a operar com um segmento específico ou um único setor da economia. A partir de 2003, essas cooperativas de livre admissão foram autorizadas a funcionar e, hoje, já são 164. Boa parte delas é oriunda das antigas cooperativas de crédito rural. Até 2004, existiam 474 cooperativas de crédito rural, número que foi reduzido para 375 em dezembro passado.

As cooperativas de livre admissão são responsáveis pela administração de 29% dos ativos do setor – até junho, foram R$ 47,8 bilhões –, 40% das operações de crédito, 40% dos depósitos e 28% do patrimônio do setor. Trata-se de um setor em franca expansão que só tende a crescer, diante da cultura cristalizada de sufocar o esforço empreendedor e o consumo com juros exorbitantes.

Como diretor do ramo crédito da Frencoop, tenho me empenhado em desobstruir os caminhos para um crescimento sustentável deste setor na economia brasileira. Nada melhor do que incentivar a competição para combater a política de juros perversa que impera nas instituições bancárias.

Fui relator da Lei Complementar nº 130, sancionada pelo Presidente Lula, em abril, que regulamenta o sistema nacional de crédito cooperativo. Esperamos que esta legislação ampare e fortaleça nosso cooperativismo de crédito.

Agora, o desafio está no âmbito do Conselho Monetário Nacional (CMN) que precisa eliminar a regra que impede a atuação destas cooperativas de livre admissão em municípios com população superior a dois milhões de habitantes, além da necessidade de fixar uma regra mais flexível para cooperativas poderem transitar para o regime de livre admissão.

Trata-se de uma demanda fundamental para inverter a lógica predominante no mercado de crédito no País. Afinal, ainda detemos a incomoda liderança do ranking mundial de juros. Precisamos lutar para que o dinheiro chegue barato nas mãos de quem quer produzir e não sirva de instrumento especulativo que não produz empregos, nem renda. A partir de um processo de maturação e desenvolvimento, as cooperativas podem desencadear um movimento anticíclico e ganhar, cada vez mais espaço, nos grandes centros urbanos.

Deputado Arnaldo Jardim – diretor de crédito da Frencoop – Frente Parlamentar Cooperativista.

arnaldojardim@arnaldojardim.com.br
www.arnaldojardim.com.br
http://twitter.com/ArnaldoJardim

Fonte: Portal do Cooperativismo - 28/08/09

Share

Comment function is not open