Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...

“Bancos latinoamericanos estão mais saudáveis que os de outras regiões”

Em termos de institucionalidade monetária, contamos, em grande parte da região, com bancos centrais confiáveis e instituições e políticas sólidas”. A afirmação foi feita pelo presidente da Federação Latinoamericana de Bancos (Felaban), Ricardo Marino, na abertura do II Encontro Iberoamericano sobre O Papel dos Bancos na Recuperação das Economias Iberoamericanas, organizado pela Secretaria Geral Iberoamericana, dia 13 de julho, em Madri.

Marino disse que, depois da crise do México - conhecida “Efeito Tequila”, ocorrida em 1994 – e da crise de 1999-2001, “nosso sistema financeiro aprendeu muitas lições; recebeu importantes injeções de recursos, aprendeu a monitorar melhor os riscos e possui informações de melhor qualidade a respeito dos devedores, além de ter aplicado, em boa medida, as sugestões do Comitê de Regulação de Basiléia”. E completou: “A região é pioneira em aplicar as normas de risco com extremo rigor, o que não ocorreu nos países desenvolvidos.”

Perspectivas para futuro próximo

A América Latina apresenta, hoje em dia, uma situação muito melhor que a de outras regiões. Seus países não são protagonistas da atual crise. No entanto, considera o presidente da Felaban, a região não pode ser considerada totalmente livres de problemas. A redução dos fluxos de capital, dos preços das commodities, e a desaceleração econômica implicam menores ingressos no setor financeiro. Pode-se, inclusive, pensar que, persistindo essa tendência, haja perdas temporárias em alguns países. “Este será um desafio para os administradores financeiros e para os supervisores da região”.

Mesmo assim, Marino afirmou que, no médio prazo, percebe-se que os bancos latinoamericanos aprenderam a atuar com muito mais eficiência em seus mercados internos. Emprestar em moeda local, com ‘funding’ em moeda local a clientes locais. Marino considera que esta parece ser uma fórmula estável que garante a redução de muitos descasamentos e riscos.

O papel da Felaban

A atual conjuntura financeira latinoamericana apresenta, para a Felaban, instituição que reúne mais de 500 bancos e entidades financeiras, em 19 países da região, metas e desafios bastante claros.

Nas circunstâncias atuais, um elemento necessário para o setor bancário possa cumprir seu papel propulsor das economias latinoamericanas é o desenvolvimento de marcos regulatórios coerentes com esse objetivo. Por isso uma das metas prioritárias da Felaban é a de apoiar a adoção de sistemas regulatórios, na região, que permitam um aumento da bancarização e, ao mesmo tempo, assegurem um funcionamento adequado do setor financeiro, garantindo sua solvência e sua função canalizadora da poupança para os investimentos, sob parâmetros de transparência e cumprimento dos padrões internacionais e das melhores práticas bancárias.

Outro aspecto que tem sido objeto de permanente preocupação por parte da Felaban é a segurança e a estabilidade jurídica na América Latina, como fundamento de um setor financeiro saudável, estável e dinâmico, que promova, de maneira efetiva, o desenvolvimento econômico e o bem estar social nos países. A Felaban vem concentrando seus esforços em colaborar com o desenvolvimento de instituições que administram a justiça em todos os níveis jurisdicionais. A entidade vem apoiando, de maneira constante, a Rede Iberoamericana de Magistrados pela Justiça Comercial, órgão de difusão e intercâmbio de informações e experiências entre magistrados da América Latina.

“Outro aspecto que consideramos prioritário neste momento é uma maior fluidez dos fundos destinados ao financiamento do comércio exterior e ao investimento direto. Algumas das ações nesse sentido requerem o apoio de organizações internacionais, como o Banco Mundial, o FMI (Fundo Monetário Internacional), o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e a CAF (Corporação Andina de Fomento)”, afirmou Marino.

Para o presidente da Felaban, um tema que adquire grande importância na atual conjuntura é a Educação Financeira. Por esse motivo, a Felaban está comprometida com o desenvolvimento de programas com este objetivo, entre os diferentes atores sócio-econômicos, nos aspectos mais importantes da atividade bancária, enfatizando os benefícios que o desenvolvimento da Educação Financeira proporcionam para as economias dos países e as especificidades que diferenciam o setor financeiro de outras atividades econômicas..

Finalmente, Marino, reconhecendo a responsabilidade da entidade na conjuntura internacional, ratificou o compromisso da Felaban na luta contra a atual crise financeira e na prevenção do controle efetivo de futuros problemas.

Assessoria de Imprensa da Felaban Silvia Jaramillo
sjaramillo@felaban.com

Fonte: Febraban - 14/07/09

Share

Comment function is not open