Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

Operadoras: impacto de nova regra será baixo

A portabilidade aprovada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) na semana passada, que permite a troca de planos médicos contratados por pessoas físicas sem o cumprimento de carência, deve ter impacto restrito para a maior parte das operadoras, segundo especialistas do setor.

A nova regra entra em vigor em abril, mas se aplica a apenas 6,3 milhões de pessoas que contrataram planos individuais ou familiares a partir de 1999, ou 15,4% dos beneficiários de planos de saúde no Brasil. A carência mais longa permitida hoje é de dois anos, para doenças e lesões preexistentes.

Na prática, muitas operadoras já não aplicam o período de carência na captação de um cliente pessoa física, conta Arlindo de Almeida, presidente da Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge). A operadora Samcil, por exemplo, não exige carência de quem já era cliente de determinadas operadoras, diz o presidente Mauro Bernacchio.

Segundo ele, essa negociação, atualmente, depende da percepção sobre a saúde do cliente. "Em alguns casos, fazemos entrevista médica. Se ele já tiver alguma doença, por exemplo, cobramos carência", diz.

Agora, a portabilidade obriga a aceitação sem carência de qualquer cliente que deseje trocar de operadora, desde que ele cumpra certas regras. "De imediato, pode haver impacto no custo da operadora que ganhar muitos beneficiários, mas isso se acomoda no tempo", diz Fernando Barreto, sócio da consultoria Primeira Consulta.

A migração é permitida entre planos de mesma categoria (com preços e coberturas similares), desde que o cliente esteja há dois ou três anos em uma operadora e fique ao menos mais dois na nova, entre outras exigências.

Para Almeida, as regras "inibem oportunismos", como a possibilidade de um paciente que precisa de tratamento complexo migrar para um plano mais caro, tratar-se, e depois voltar para o mais barato. Não há projeção sobre quantos consumidores farão uso da portabilidade.

Fonte: Plurall.com - 21/01/09

Share

Comment function is not open