Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

A partir de maio, FGTS poderá ser aplicado em fundo de financiamento de obras

Brasília - Até maio, os trabalhadores poderão começar a aplicar até 10% do saldo no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para financiar investimentos em infra-estrutura. A data foi confirmada hoje (9) pelo vice-presidente de Ativos de Terceiros da Caixa Econômica Federal, Bolívar Tarragó Moura Neto.

A informação foi divulgada após reunião entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e a presidente do banco, Maria Fernanda Coelho. Apesar de prevista em lei, a nova regra ainda precisa da aprovação do Conselho Curador do FGTS. O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, pretende apresentar a proposta em março.

Segundo Moura Neto, a Caixa Econômica - banco gestor dos recursos do Fundo de Garantia - espera arrecadar até R$ 10 bilhões dos trabalhadores para financiar o Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), que financia empreendimentos em infra-estrutura – energia, transporte e saneamento.

Originalmente, o orçamento do FI-FGTS ganharia o reforço de R$ 15 bilhões, que equivale a 10% dos R$ 150 bilhões que os trabalhadores possuem aplicados no FGTS. Como apenas parte dos cotistas deve optar pelo investimento, o vice-presidente da Caixa estima que a captação final deva ficar entre R$ 7 bilhões e R$ 10 bilhões.

No final de dezembro, o ministro do Trabalho afirmou que a nova modalidade deverá permitir a injeção de R$ 8 bilhões no FI-FGTS. Esse valor, segundo Moura Neto, atenderia à demanda adicional entre R$ 8 bilhões e R$ 9 bilhões para novos projetos do FI-FGTS.

“Em parte pela escassez de crédito, a crise talvez tenha aumentado a demanda pelos recursos do FI-FGTS nos últimos meses”, avaliou o vice-presidente da Caixa. Atualmente, o banco analisa 45 novos projetos, além dos 55 empreendimentos em andamento.

Anunciado como uma das novidades do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o FI-FGTS está em vigor desde 2007. Segundo o vice-presidente da Caixa, os projetos em execução têm R$ 9,3 bilhões aplicados. O dinheiro, porém, não veio das contas individuais dos trabalhadores, mas de recursos próprios do FGTS.

De acordo com Moura Neto, os empreendimentos mais beneficiados serão os da área de energia. “A energia é evidentemente a área em que há maior demanda, mas já investimos em todos os setores”, afirmou.

Para o vice-presidente da Caixa, as perspectivas de lucro são favoráveis para os trabalhadores porque os projetos já iniciados estão rendendo o equivalente à Taxa Referencial (TR) mais 7% a 8% ao ano. A lei que criou o FI-FGTS assegura rendimento mínimo de TR mais 6% ao ano.

“Mesmo com o rendimento mínimo, o trabalhador não sai perdendo”, destacou Moura Neto. Isso porque o FGTS rende TR mais 3% ao ano se a quantia fica parada na conta do trabalhador.

Wellton Máximo
Agência Brasil - 09/01/09

Share

Comment function is not open