Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323?A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resolução...
FacRegulação

FacRegulação

Configuração de múltiplos fluxos de regulação.
FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCredO FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma ferramen...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem? O Banco Central do Brasil ...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa?Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona com...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

Programa de prevenção reduz internações

Levantamento divulgado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostra que a criação de programas de prevenção de doenças traz benefícios diretos às empresas de plano de saúde que os oferecem. A análise do questionário, respondido por 1.351 operadoras, mostra que aquelas que desenvolveram ações nesse sentido já perceberam redução no número de internações, nos custos assistenciais e nos atendimentos de urgência e emergência. 
"O que percebemos é que a organização desses programas ainda é deficiente - seja por oferecer pouca cobertura ou pela baixa qualidade -, mas já existem resultados comprovados", disse a gerente-geral de produtos da ANS, Martha Regina de Oliveira. 


Entre os 47% das empresas que oferecem programas de prevenção, 45,2% perceberam redução no número de internações, 38,7% tiveram menos custos assistenciais e 36,4% verificaram queda no número de atendimentos de urgência e emergência. Cerca de 38% ainda não avaliaram os resultados. 


Segundo ela, até o final do ano, será publicada uma instrução normativa com os requisitos necessários para a implementação de programas que efetivamente funcionem. "Não basta fazer palestras e distribuir panfletos", alertou ela. A norma vai descrever quais são as atividades mínimas exigidas no programa, número de consultas e exames necessários, porcentual de cobertura mínimo, busca ativa (prospectar o beneficiário que precisa do serviço) e acompanhamento por meio de indicadores de saúde. Em troca, as operadoras poderão incluir as despesas para implementá-las como investimento, e não mais como gastos. 


As áreas de atenção dos programas de prevenção ainda são dirigidas principalmente a adultos e idosos. "Existe uma tradição das empresas em fazer o gerenciamento de pacientes crônicos, que são os que dão mais despesa. Então existem boas ações para o tratamento de doenças como hipertensão e diabetes", disse Martha. Em compensação, quase não há programas direcionados a adolescentes e crianças. 


Em 2004, a ANS lançou um manual técnico de Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças na Saúde Suplementar. O objetivo era induzir as operadoras a implementar esse tipo de ação. Atualmente, as empresas que oferecem algum tipo de programa concentram 80% dos beneficiários. (Portal Médico)

Fonte: Assprevisite

Related

Share