Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

CEF lança fundo para operadoras de saúde

A Caixa Econômica Federal está lançando seu primeiro fundo dirigido exclusivamente ao setor de saúde suplementar. Denominado Caixa FI Saúde Suplementar de Longo Prazo, o fundo segue a norma editada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que disciplina o investimento das reservas técnicas das operadoras de saúde. Os clientes potenciais do fundo chegam a 2 mil de vários portes e localização.

O fundo da Caixa receberá recursos proveniente das provisões técnicas das operadoras de planos privados de assistência à saúde. A aplicação inicial mínima é de R$ 50 mil, com aplicações adicionais de R$ 1 mil, e taxa de administração de 0,40% ao ano. Não há taxa de saída ou de entrada. A carteira do fundo será composta integralmente por títulos públicos federais, indexados a taxas pré, pós-fixadas e/ou índices de preços. "Optamos por investir integralmente em papéis do governo federal por conta da experiência da Caixa na gestão de papéis públicos", explica Celso Zanin, superintendente de desenvolvimento de ativos de terceiros da Caixa.

Pela Resolução Normativa 159 da ANS, os fundos destinados ao setor podem ter até 49% de ações. Há limites também para a composição da carteira com títulos privados. Apenas os papéis públicos é que podem compor integralmente a carteira de um fundo voltado para as operadoras de saúde. "Existe a possibilidade de, se houver demanda, elaborarmos um fundo com outras características, mas por enquanto optados por 100% em papéis públicos", diz Celso Zanin.

O fundo elaborado para as operadoras de planos de saúde funciona como qualquer outro. A diferença, conforme definido na resolução da ANS, está na visualização dos recursos. As cotas adquiridas serão integralmente bloqueadas e vinculadas à ANS no ato da aplicação, como um lastro das provisões técnicas do setor. Por meio do fundo, a ANS mantém o controle sobre o nível de provisão técnica exigido de cada operadora, ou seja, verifica se as cotas equivalem ao exigido por lei. "Fechamos um acordo com a ANS que terá total acesso às cotas adquiridas pelas operadoras em nosso fundo", explica Zanin. O acordo é uma exigência legal para a constituição do fundo.

Sobre o potencial de captação do fundo, o executivo da Caixa prefere não traçar metas. "As operadoras continuam tendo a opção de investir as provisões em CDBs, desde que registrados na Cetip para facilitar a visualização pela ANS, mas acredito que fundos com taxa de administração baixa como o nosso sejam competitivos", diz o superintendente. "Este é nosso primeiro fundo para as operadoras, precisamos primeiro treinar nossa força de venda e conquistar clientes, por isto acho muito difícil agora uma estimativa de captação."

Fonte: Plurall.com

Share

Comment function is not open