Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile – Sua empresa na palma da mão

FacMobile + FacCred O FacMobile cria a conexão perfeita entre as instituições financeiras e seus associados/clientes. Uma fe...
FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...

ANS projeta impacto mínimo

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) projeta um "impacto financeiro mínimo" para os usuários de plano de saúde com o repasse da ampliação do rol de procedimentos. A avaliação é da médica Gislaine Afonso, especialista em Regulação da Saúde Suplementar da ANS. De acordo com ela, a ampliação do serviço não deve refletir grandes aumentos das mensalidades.

A determinação que ampliou a cobertura das operadoras em cerca de 100 novos serviços clínicos e laboratoriais entrou em vigência em abril último. O reajuste deste ano não contou com o impacto dessa ampliação.

Segundo a médica, a ANS vai divulgar um levantamento sobre o impacto da medida nos reajustes, em abril do próximo ano. O estudo está sendo feito com base em algumas operadoras piloto, selecionadas pela agência. "Estamos acompanhando o impacto da medida para avaliar e evitar reajustes abusivos", informou Gislaine.

Ela acrescentou que a agência também acompanha o serviço das operadoras por meio dos atendimentos aos usuários. "De 5.200 atendimentos, de abril passado até ontem, apenas 22 eram denúncias contra os serviços das operadoras", contabiliza. "Um índice baixo e que não diferencia se são denúncias em relação ao novo rol. No total, a maioria se refere a consultas sobre os direitos aos procedimentos incluídos".

A especialista informou que o consumidor que se sentir prejudicado deve procurar ANS.

Gislaine Afonso participou ontem do V Encontro do Fórum Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, realizado pela Procuradoria do Consumidor de Fortaleza (Procon), no auditório da CDL.

O advogado Hercules Saraiva do Amaral, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem do Advogados do Brasil (OAB-CE), que também participou do evento, avaliou como positiva a medida da ANS, a favor dos consumidores. Ele, no entanto, considerou que as operadoras vão tentar alternativas para reduzir seus custos. "Enquanto a agência diz que não vai permitir elevação abusiva dos planos, as operadoras dizem que os custos serão elevados com o novo rol", ponderou Amaral.

Para ele, as empresas de planos de saúde avaliam a questão apenas em relação ao impacto financeiro no curto prazo. "As operadoras precisam entender que os procedimentos são preventivos, e vão evitar que o usuário procure tratamentos mais complexos, o que será uma economia a longo prazo". Ele explicou os consumidores devem procurar a ANS, em caso de recusa de tratamento ou dúvidas. Se não resolver o problema, devem buscar o poder judiciário que pode garantir o atendimento por liminar.

Fonte: plurall.com

Share

Comment function is not open