Categorias

Arquivo

Tweets

Parceiros

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

FacPlan - Software para Operadora de Plano de Saúde

Com o FacPlan, você tem as ferramentas que precisa para  aperfeiçoar o relacionamento com os clientes, reduzir custos e melhorar seu...
FacCred - Software para Instituições Financeiras

FacCred - Software para Instituições Financeiras

O FacCred é um software integrado de gestão empresarial ERP, desenvolvido para automatizar de forma flexível, segura e altamente ...
Ouvidorias  - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Ouvidorias - Sua operadora já está atendendo aos requisitos da ANS?

Você sabe o que é a RN 323? A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determina através da Resoluç&atil...
ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

ANS disponibiliza arquivos da versão 3.02.00 do Padrão TISS

  A Troca de Informações na Saúde Suplementar - TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as tro...
Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Computação em Nuvem: Solução para seu banco de dados e servidor

Seguindo uma forte tendência na área de produtos e serviços de TI para empresas, a Fácil Informática está ofe...
 FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

FacCard - Sistema eficiente para Administradoras de Cartões

O seu software vira outro tipo de sistema quando você mais precisa? Auge das vendas, equipes a todo vapor e na hora H ele não funciona c...
A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A sua agência de Turismo está atendendo as exigência do Banco Central?

A  sua agência de turismo opera câmbio vende/compra moeda ou cartão pré-pago de viagem?   O Banco Central do Bra...
FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

FacGeo - Divulgue sua rede assistencial e atenda à RN 285

O FacGeo é uma ferramenta desenvolvida para o atendimento à Resolução Normativa (NR) 285 da ANS, que permite a divulga&cce...
Fácil Informática no Sinplo 2014

Fácil Informática no Sinplo 2014

A 9ª edição do SINPLO - Simpósio Internacional de Planos Odontológicos e Feira de Negócios para as operado...

Bancos são criticados por falta de inovação tecnológica

Uma agência bancária ainda tem hoje a mesma aparência de 30 anos atrás. O cliente, quando liga na central de atendimento ou se dirige a um terminal, não é identificado de imediato e precisa digitar diversas senhas para realizar cada operação. O uso do celular ainda engatinha.

Essas foram algumas das críticas que as instituições financeiras instaladas no Brasil receberam nesta quinta-feira, durante um congresso de tecnologia para o setor.

Os bancos, entretanto, avaliam que, depois do grande salto trazido pelos serviços de banco online, o que tem havido é uma consolidação de novos serviços a partir da web. Inovações como uso do celular para pagamento de contas e a identificação do usuário por recursos de biometria (como a leitura da palma da mão ou da íris) ainda dependem de padronização, afirmam.

O executivo Elio Boccia, que dirigiu a área de tecnologia do Unibanco e hoje ocupa a mesma função na Medial Saúde, foi um dos primeiros a criticar. "Uma agência bancária é hoje exatamente igual à de 30 anos atrás", afirmou.

Para ele, o que acontece é que "há uma zona de conforto" entre bancos e empresas de tecnologia porque os bancos continuam a crescer e gerar rentabilidades e os fornecedores de tecnologia, por consequência, continuam a conquistar negócios.

"As ameaças são poucas", disse ele, o que reduziria o estímulo para que os bancos mudem.

Terceirização
O presidente da HP para o Brasil, Mario Anseloni, afirmou que os bancos brasileiros já fizeram muitos avanços na infra-estrutura, nos sistemas de retaguarda. "A próxima onda deverá ser a personalização dos serviços em tempo real, para que o cliente possa ser atendido em qualquer lugar", disse.

Para isso, entretanto, ele considera que os bancos terão de lançar mão de terceirização de suas áreas de tecnologia. Mas a tarefa não é nada fácil. "A atual infra-estrutura dos bancos vai dificultar muito essa migração", argumentou.

Para Anseloni, os bancos ainda não exploraram as potencialidades da terceirização como outros setores. "(Eles) estão um pouco tímidos".

O executivo Renato Cuoco, ex-diretor de tecnologia do Banco Itaú, rebateu, entretanto, dizendo que "os fornecedores (de tecnologia) é que ficaram um pouco dormentes".

Segundo Cuoco, "é preciso ver se as soluções oferecidas trazem a confiabilidade, a qualidade e as condições econômicas desejadas".

Para Carlos Eduardo Corrêa da Fonseca, diretor de tecnologia da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), "depois da Internet, o que tem acontecido é uma consolidação de novos serviços a partir da web".

Mas ele ressaltou que os bancos estão constantemente avaliando inovações, como o uso do celular para pagamentos e da biometria para identificação dos clientes, mas esses são recursos que ainda dependem de padronização.

"O cliente já pode usar o celular para navegar no site do banco como faz no computador, mas a próxima etapa será realizar transações e pagar contas, o que depende de uma solução que possa ser usada em qualquer modelo de celular, de qualquer operadora e para clientes de qualquer banco", citou.

Fonseca acrescentou que os bancos trabalham na criação dos boletos virtuais para eliminar o uso de papel no pagamento de contas. O processo começa em junho do próximo ano e deve levar cerca de um ano para ser concluído. O cliente poderá optar pelo boleto em papel ou eletrônico.

Fonte : Reuters

Share

Comment function is not open